Tecido de Fibra de Bambu


Virou verdadeira febre entre os fabricantes de colchões tentar agregar valor aos seus produtos enaltecendo as supostas características de tecidos dos mais diversos, entre os quais o tecido de fibra de bambu e o tecido de fibra de leite.

De fato, não se trata de tecidos efetivamente naturais, pois o processo de fabricação destes tecidos requer, necessariamente, a inclusão de um componente chamado viscose, cujo processo de fabricação foi inventado há mais de um século, e consiste na utilização de um produto químico altamente tóxico chamado dissulfeto de carbono, que reage com qualquer fibra natural de celulose, desmanchando-a e transformando-a numa espécie de “massa plástica”, que depois é transformada em fio que então vira tecido propriamente dito.

Assim sendo, qualquer substância que contenha fibras de celulose em sua composição (sejam plantas politicamente corretas como o bambu, sejam sobras de palha ou de qualquer outro vegetal, ou mesmo chocolate, arroz, etc) pode acabar se tornando parte de qualquer tecido que se queira.

Desta forma, podemos afirmar que os tecidos de fibra de bambu são tecidos sintéticos, e não naturais. Na verdade, trata-se de viscose, simplesmente.

Leitura recomendada: A fraude das falsas fibras têxteis de bambu.

26 comentários

  • Características dos Tecidos dos Colchões › Meu Colchão:

    […] Leitura recomendada: Tecido de Fibra de Bambu. […]

    Responder
  • Lili:

    Adorei o post, parabéns. Antes de ter acesso a essas informações, etava decidida comprar um colchão de fibra de bambu, pois a promessa é que esse tecido é mais refrescante, no entanto, ao encontrar seu site, pude compreender que a fibra passa por um processo químico e poluente, mas a dúvida que me surgiu foi a seguinte: a propriedade refrescante é perdida nesse processo químico?
    Ficaria muito feliz se pudesse responder essa questão.

    Outra coisa que gostaria de saber é posso citar seu site no meu blog.

    Abraços.

    Responder
    • Elvis:

      Claro, Lili, você pode citar meu site o quanto desejar, principalmente se fizer links para os posts! 🙂

      Quanto ao tecido, é característica da viscose ser mais fresca, independente se o material original é bambu, chocolate, leite, ou qualquer outra coisa que a moda passe a ditar.

      Responder
  • Lili:

    Muito obrigada pela ajuda. Vou fazer uma postagem divulgando seu site sim, achei maravilhoso, pode deixar que colocarei link sim.

    Responder
  • Lili:

    Olá! Tudo bem? Lembra que pedi a autorização para escrever uma postagem sobre o site? Pois bem, eu escrevi e já publiquei. No entanto, gostaria que desse uma conferida, pois caso haja alguma coisa que não concorde, me avise, assim posso mudar ou até mesmo excluir o post.

    //modamaker.blogspot.com/2011/12/como-escolher-um-bom-colchao.html

    Abraços.

    Lili

    Responder
  • carla:

    Adorei as informações, eu já estava quase comprando uma cama box de bambu,muito cara,pensando estar adquirindo um produto de qualidade superior.Agora mudei de idéia.Obrigada pelas informações!

    Responder
  • Katia Regina:

    Ola, adorei esse site muito informativo. Eu tambem comprei uma cama box com tecido de fibra de bambu pela propaganda de ser mais refrescante…uma pena que nao vi este site antes.
    Ficaria muito feliz se voce pudesse me tirar uma outra duvida. Eu e meu marido gostamos de colchao mais firme, por isso escolhi o luxor soft bambu da americanflex. Ate experimentei na loja, mas o fato e que o colchao e firme demais e acordamos moidos . Agora o meu sonho e dormir em uma cama macia como os de hoteis 5 estrelas.
    Morro de medo de comprar outro e errar de novo, ser mole demais e como paguei os olhos da cara nele queria saber se comprando um pillow top resolveria meu problema ou o colchao casca de ovo traria um grande conforto. Qual seria o pillow top ideal?
    Aguardo ansiosa pela resposta

    Responder
    • Elvis:

      Katia.

      Não temos como fazer uma indicação, mas é fato que existem no mercado empresas que fabricam pillow tops dos mais diversos tipos.

      Encontrando uma loja que venda pillow top (geralmente de espuma soft, viscoelásticou ou “caixa de ovo” — que não vem em formato de pillow top), o ideal é você experimentar e ver qual agrada mais.

      Isso porque a percepção de conforto é algo muito pessoal, e não teríamos como “adivinhar” o seu gosto.

      Responder
  • Vinicius:

    Boa tarde, Elvis.
    Primeiramente, parabéns pelo site. Já li muita coisa aqui e estou quase decidido qual colchão comprar: molas ensacadas, revestimento D33. Peso 75Kg, (1,76m) e minha esposa 52Kg (1,64m). Boa pedida, não? Claro que ainda irei visitar as lojas e provarei cada colchão, procurando o melhor custo x benefício pra mim, mas, pelo que li por aqui, essa combinação seria uma boa compra.
    Uma dúvida grande que surgiu foi quando encontrei um anúncio falando de um colchão magnético, com 21cm de altura e 10 camadas “não sei de quê”. Possui densidade progressiva (??), pesando 25Kg e suportando até 400Kg!!!
    Ou seja, não vi nada do tipo aqui no seu site. Você poderia descrever (trazer mais informações pra gente) sobre esse tipo de colchão?
    Agradecendo antecipadamente,
    Vinicius

    Responder
    • Elvis:

      Vinicius.

      Sobre a sua escolha, parece estar bem adequada ao biotipo do casal. Vá em frente.

      Sobre a “densidade progressiva”, escreveremos um texto mais detalhado no futuro próximo. Sobre os colchões magnéticos, veja o texto a seguir: Colchões Magnéticos ou Bioquânticos.

      Responder
  • Vinicius:

    Elvis, na verdade, vi seu post sobre os colchões magnéticos. Porém, independente da possibilidade de “cura” e tals, gostaria de saber características do produto, pois não entendi as especificações: Se seria de espuma ou mola, ou nehum dos dois?? Que tipo de densidade é essa? e por ai vai…

    Obrigado!

    Responder
    • Elvis:

      Vinicius.

      Este é um produto específico provavelmente de um fabricante específico, e não é a proposta do site falar sobre modelos ou marcas específicos.

      Responder
  • Wolf:

    Prezados Senhores,
    comprei um colchão novo da marca Ortobom com todos os certificados, garantia … etc.
    Na primeira noite passei mal e praticamente não consegui dormir, principalmente devido ao forte cheiro.
    O senhor sabe informar quais substâncias são usadas no tratamento do colchão e quantos dias/ semanas o mesmo precisa ser ventilado para aguentar uma noite tranquila de sono profundo.
    abraço
    Wolf

    Responder
    • Elvis:

      Wolf.

      Provavelmente o cheiro que você está sentindo é da cola, e deve passar em no máximo dois dias. Caso contrário, procure a loja ou o SAC do fabricante para acionar a garantia.

      Responder
    • Sarah:

      Wolf, você conseguiu resolver esse problema? Sem sim, gostaria muito de saber como, pois estou passando pela mesma situação! É terrível!

      Responder
  • Débora Teresa Pinotti:

    Tenho uma filha de 5 anos que pesa 21 kg e mede 1:12cm, ela esta usando um ortobom, (não sei qual linha) D33 tendo 1ano de garantia, esta usando desde agosto/11.Sendo um colçhão espuma muito dura, seria adequado para ela? Ou poderia prejudicar sua coluna? Ainda tenho direito a troca, pois a vendedora na época só mostou este tipo de colçhão.

    Responder
    • Elvis:

      Pela especificação que você passou, este colchão é adequado ao biotipo de sua filha.

      Responder
  • Pimentel:

    Parabens pelo site! O cheiro do colchão da Sertã de fibra de bambu esta insuportável, faz 10 dias, alguma sugestão? Obrigado, Pimentel

    Responder
    • Elvis:

      A sugestão é entrar em contato com o atendimento ao cliente da loja que vendeu o colchão ou mesmo da fábrica.

      Responder
    • Sarah:

      Pimentel, o que você fez para resolver seus problema?Gostaria muito de saber pois estou passando pela mesma situação.

      Responder
  • Aldo antunes Livramento:

    Gostaria de saber qual o prazo hábil para ser trocado um colchão do qual o vendedor me disse seria ser o perfeito para mim e antes de 90 dias reclamei e alegou que troca por problemas de adaptação não poderia trocar e hoje já um ano, tenho problemas sérios de coluna e chego a ter mãos e pés adormecidos na madrugada e sinto terríveis dores musculares e de coluna ao acordar o que até dificulta levantar-me da cama. Qual é sua opinião?

    Responder
    • Elvis:

      Aldo, você deve consultar os órgãos responsáveis pelos direitos do consumidor.

      Responder
  • Leandro:

    Elvis:

    Excelente site, bastante esclarecedor. Parabéns. Poderia me dar uma orientação ?
    Tenho um colchão Probel de molas, com pillowtop, tecido de fibra de bambu, e pretendo mante-lo; ele está com 5 anos anos de uso, porém o tecido do pillowtop está gasto, mas o colchão está perfeito. Minha intenção é substituir o tecido(outro tecido que não seja fibra de bambu) e fazer uma higienização. É válido fazer isso, ou é melhor substituí-lo ? Grato.

    Responder
    • Elvis:

      Leandro.

      Pelo tempo de uso, creio que o mais adequado seria substituir o seu colchão por um novo do mesmo modelo, ou equivalente.

      Se preferir trocar o tecido e higienizar, etc, então você precisará procurar um tapeceiro, mas não posso opinar sobre essa prática. Como profissional da área tenho a obrigação de salientar que a validade do seu colchão está vencida.

      Veja este texto: Durabilidade, Validade e Garantia de Colchões.

      Responder
  • Sarah:

    Eu e meu marido compramos um colchão com fibras de bambu, que dizem ser antiácaro e mais refrescante. Mas não estamos dormindo bem há dias por conta do forte cheiro que exala, impregnando os lençóis o quarto e as nossas vias aéreas. Poderia nos ajudar com a sua experiência?

    Responder
    • Elvis:

      Se está a ponto de impregnar os lençóis e o ambiente, você então deve procurar a loja para solicitar a troca do produto.

      Responder

Comente!